domingo, 28 de fevereiro de 2010

Aposta da Equipe - Anna Kendrick

video
A estrela de Amor Sem Escalas e da saga Crepúsculo é a nossa aposta da equipe!

Com vocês, Anna Kendrick!

Divirta-se!

Cenas Inesquecíveis

video

Quadro novo no SET UFAM!

No "Cenas Inesquecíveis", você assiste momentos que marcaram a história do cinema, seja por sua beleza estética, seja pelo que representava, seja por atuações marcantes e tantos outros fatores.

Divirta-se!

Eldorado - Parte 2

video
A saga dos irmãos Hectór e Éric continuam!
Agora eles tentam convencer mais pessoas a integrar o curta-metragem deles!

No elenco: Beatriz Goés (Fernanda), César Nogueira (Éric), Diego Bauer (Héctor), Gabriel Machado (Pedro) e Mariana Lima (Claudinha).

Divirta-se!

Erros de Gravação

video
Aqui os erros de gravação do SET UFAM!
Mônica pagando mico no Soundtracks, Juliana se enrolando no Vida de Cinéfilo, Gabriel e Thamires errando no SET UFAM DE Bolso e as divertidas gravações de ELDORADO!

Divirta-se!

O Rock que o Brasil Não Viu

video
O SET UFAM conferiu a estreia do filme amazonense "O Rock que o Brasil Não Viu".
O documentário dirigido por Bosco Leão,Clóvis Rodrigues e Caio de Biasi mostra o cenário do rock amazonense durante a década de 90.
Entre as bandas mostradas estão: Chá de Flores, Olhos Imaculados, Platinados, Espantalho, Zona Tribal, Underflow, Deskarados.

A matéria é de César Nogueira.

Divirta-se!

quinta-feira, 25 de fevereiro de 2010

SET UFAM DE BOLSO - EDIÇÃO V

video
Piratas do Caribe 4, A Ilha do Medo, Festival de Berlim e BAFTA são as informações do SET UFAM DE BOLSO de hoje!

Gravado no Largo de São Sebastião.

Divirta-se!

sexta-feira, 19 de fevereiro de 2010

SET UFAM DE BOLSO - EDIÇÃO IV

video
Novidades sobre Tropa de Elite 2, Roman Polanski, Festival de Berlim, as bilheterias norte-americanas e A Saga Crepúsculo você confere no SET UFAM DE BOLSO!

Divirta-se!

quarta-feira, 17 de fevereiro de 2010

Crítica - NOVA YORK, EU TE AMO

A idéia é das mais interessantes: contar histórias de amor tendo como pano de fundo uma grande cidade do mundo com os seus mais diferentes aspectos. Paris, Te Amo, de 2006, deu início a essa proposta. Agora é a vez de Nova York.

Ao todo, onze diretores realizaram pequenos curtas-metragens que falam, não somente de amor, mas de toda a diversidade que tanto representa a maior cidade norte-americana.

Como era de se esperar, o resultado é inconstante, alternando bons e maus momentos.

Vamos analisar cada curta:

Parte 1 - Dirigido por Jiang Wen
É inevitável a comparação entre esse curta e "Onze Homens e um Segredo": além de contar com Andy Garcia no elenco, as reviravoltas estão presentes a todo momento. A diferença é que o filme de Steven Soderbergh em nenhum momento era confuso e, acima de tudo, não tinha Hayden Christensen.
Andy Garcia e Hayden Christensen

Parte 2 - Dirigido por Mira Nair
Contando com Natalie Portman, esse curta apresenta diálogos bastante elaborados, dando-nos a sensação de que os personagens escondem muitas angústias. Bem fotografado, só peca no final que fica aquém de todo resto.Natalie Portman

Parte 3 - Dirigido por Shunji Iwai
Quem diria que Orlando Bloom poderia se revelar um bom ator? Após fazer muitas caras e bocas em O Senhor dos Anéis e Piratas do Caribe, o galã vai muito bem nessa história que já sabemos como vai acabar desde o início, mas que prende pela sua leveza.

Parte 4 - Dirigido Yavan Attal
É aqui onde se encontra o que há de melhor e pior do filme. A história centrada nos atores Ethan Hawke e Maggie Q possui as melhores falas de Nova York, Eu Te Amo, com dois personagens malandros,capazes de saírem numa boa de qualquer tipo de cilada. A trama vai se desenvolvendo com grande fluidez até chegar no final, no qual você para e se pergunta: todo esse tempo para isso?

Já a segunda história, estrelada por Chris Cooper e Robin Wright Penn, é de grande elegância, conduzida pelos excelentes atores. Pena que a busca pelo final feliz impeça que esse curta se destaque.

Parte 5 - Dirigido por Brett Ratner
Sem dúvida, a história mais non-sense de todas. Tendo como protagonista a revelação Anton Yelchin, de Star Trek, o curta é um festival de artificialidade, sem graça, com persongens caricatos e um roteiro bem medíocre.
Anton Yelchin e Olivia Thirlby

Parte 6 - Dirigido por Allen Hughes
Apostando somente no pensamento dos seus personagens, sem contar com nenhum diálogo no decorrer da história, toda tensão sexual e insegurança dos relacionamentos modernos é passada aqui. Contém cenas picantes, além de boas atuações de Bradley Cooper e Drea de Mateo.

Parte 7 - Dirigido por Shepar Kapur
O mais bem acabado, dirigido, escrito e com as melhores atuações do filme. Palmas para Julie Christie e Shia Labeouf.
Julie Christie e Shia Labeouf

Parte 8 - Dirigido por Natalie Portman
Sabe aquelas histórias que você já viu várias vezes e que não trazem nada de novo?
Bem, este é o caso.

Parte 9 - Dirigido por Fatih Akin
Uma das história mais fracas do longa, mostra a luta de um pintor a procura da sua musa. Se não estivesse no filme, não faria a menor falta.

Parte 10 - Dirigido por Joshua Marston
Um casal de velhinhos rabugentos olhando para o mar nos faz ver o quão breve é a nossa vida e que devemos aproveitá-la ao máximo. Emocionante. Eli Wallach e Cloris Leachman


Parte 11 - Dirigido por Randy Balsmeyer
Serve para fazer a ligação de uma história para outra. Muito confuso.

No fim, Nova York, Eu Te Amo apresenta-se como um trabalho incompleto: se por um lado, a diversidade cultural, religiosa, racial é mostrada em peso, a importância econômica e política da cidade é totalmente esquecida. Além disso, em alguns momentos percebe-se a pressa na finalização do projeto, o que deixa o filme com alguns buracos gritantes (a passagem de uma história para outra e a ligação entre os personagens dos curtas servem como exemplo).

Espera-se que o Rio de Janeiro, próxima parada do projeto "Cidades do Amor", tenha mais sorte que Nova York.

NOTA: 6,5

Caio Pimenta
Diretor-Geral do SET UFAM

Lista - Filmes Revolucionários

video

Quais são os filmes que redefiniram a história do cinema?
Só tem clássicos!

Divirta-se!

Eldorado - Episódio I

video
Assista agora a estreia de uma das novidades da temporada 2010 do SET UFAM: a sitcom Eldorado!

No elenco: César Nogueira e Diego Bauer.

Divirta-se!

Colosso do Norte - Documentário sobre o Vivaldão

video
A equipe do SET UFAM acompanhou o primeiro dia de filmagem do documentário "Colosso do Norte".
Dirigido por Zeudi Souza, o filme vai mostrar a história do Vivaldão, o maior estádio de futebol do Amazonas.

Divirta-se!

História do Cinema Amazonense - Márcio Souza fala sobre Joaquim Marinho

video
Flávia Rezende entrevista Márcio Souza, escritor de "Mad Maria" e "Galvez - Imperador do Acre", em uma entrevista exclusiva, na qual fala sobre a importância de Joaquim Marinho para a história do cinema no Amazonas.

Conheça um pouco mais sobre a cultura do Amazonas!

Divirta-se!

Soundtracks - Sangue Negro

video
Na estreia de Mônica Dias a frente do quadro Soundtracks, você confere a trilha de Sangue Negro, composta por Jonny Greenwood,guitarrista do Radiohead.

O texto sobre a trilha do filme encontra-se mais abaixo no blog.

Divirta-se!

Vida de Cinéfilo - Romahs

video
O quadro Vida de Cinéfilo apresenta um apaixonado por cinema falando sobre sua relação com a sétima arte.

O entrevistado dessa vez é Romahs, um dos cartunistas mais conhecidos de Manaus.

Divirta-se!

terça-feira, 16 de fevereiro de 2010

Formas de Ganhar um OSCAR

video
Nessa matéria, você vai saber as artimanhas que muitos artistas fazem para ganhar um OSCAR!

Divirta-se!

OSCAR - 2010

video
Confira agora os indicados aos principais prêmios do OSCAR 2010!

Melhor atriz, ator, diretor e filme!

Divirta-se!

Biografia 2010 - James Cameron

video
O diretor das maiores bilheterias de todos os tempos, Titanic e Avatar, é o tema do primeiro Biografia de 2010!
Ele é James Cameron.

Divirta-se!

PS: no fim de março, James Cameron vai dar uma palestra em Manaus sobre sustentabilidade. A informação é da Revista Veja.

Quer participar do SET UFAM?

O que tá esperando?!
Mande um e-mail para: setufam@gmail.com
E colabore com seu programa de cinema favorito!

segunda-feira, 15 de fevereiro de 2010

INDICADOS OSCAR 2010

A lista completa dos indicados ao Oscar de 2010:

Melhor Filme

Avatar
Um Sonho Possível

Distrito 9
Educação

Guerra ao Terror
Bastardos Inglórios
Preciosa - Uma História de Esperança
Um Homem Sério
Up - Altas Aventuras
Amor Sem Escalas

Melhor Diretor
Jason Rietman (Amor sem Escalas)
James Cameron (Avatar)
Quentin Tarantino (Bastardos Inglórios)
Lee Daniels (Preciosa - Uma História de Esperança)
Kathryn Bigelow (Guerra ao Terror)

Melhor Ator

Jeff Bridges, por Coração Louco
George Clooney, por Amor Sem Escalas
Colin Firth, por Direito de Amar
Morgan Freeman, por Invictus
Jeremy Renner, por Guerra ao Terror

Melhor Atriz

Sandra Bullock, por Um Sonho Possível
Helen Mirren, por The Last Station
Gabourey "Gabby" Sidibe por Preciosa - Uma História de Esperança
Carey Mulligan, por Educação
Meryl Streep, por Julie & Julia

Melhor Ator Coadjuvante
Matt Damon, por Invictus
Christopher Plummer, por The Last Station
Woody Harrelson, por O Mensageiro
Stanley Tucci, por Um Olhar no Paraíso
Christoph Waltz, por Bastardos Inglórios

Melhor Atriz Coadjuvante

Maggie Gyllenhaal, por Coração Louco
Mo'Nique, por Preciosa - Uma História de Esperança
Anna Kendrick, por Amor Sem Escalas
Vera Farmiga, por Amor Sem Escalas
Penélope Cruz, por Nine

Melhor Roteiro Original

Up - Altas Aventuras
Bastardos Inglórios
Guerra ao Terror
Um Homem Sério

Melhor Roteiro Adaptado
Distrito 9
Educação
In the Loop
Preciosa - Uma História de Esperança
Amor Sem Escalas

Melhor Filme Estrangeiro
Ajami
O Segredo de Seus Olhos
A Teta Assustada
Un Prophète
A Fita Branca

Melhor Animação

Up - Altas Aventuras
The Secret of Kells
Coraline e o Mundo Secreto
A Princesa e o Sapo
O Fantástico Sr. Raposo

Melhor Fotografia
Avatar
Harry Potter e o Enigma do Príncipe
Guerra ao Terror
Bastardos Inglórios
A Fita Branca

Melhor Direção de Arte

Avatar
O Imaginário Mundo do Dr. Parnassus
Nine
Sherlock Holmes
The Young Victoria

Melhor Figurino
Brilho de uma Paixão
Coco Antes de Chanel
O Imaginário Mundo do Dr. Parnassus
Nine
The Young Victoria

Melhor Som
Avatar
Guerra ao Terror
Bastardos Inglórios
Star Trek
Up - Altas Aventuras

Melhor Efeitos Sonoros
Avatar
Guerra ao Terror
Bastardos Inglórios
Star Trek
Transformers: A Vingança dos Derrotados

Melhor Montagem
Avatar
Distrito 9
Guerra ao Terror
Bastardos Inglórios
Preciosa - Uma História de Esperança

Melhor Efeitos Visuais

Avatar
Distrito 9
Star Trek

Melhor Maquiagem
Divo
Star Trek
The Young Victoria

Melhor Trilha Sonora
O Fantástico Sr. Raposo
Guerra ao Terror
Sherlock Holmes
Up - Altas Aventuras
Avatar

Melhor Canção

Almost There de A Princesa e o Sapo
Down in New Orleans de A Princesa e o Sapo
Loin de Paname de Paris 36
Take It All de Nine
The Weary Kind de Coração Louco

Melhor Curta-Metragem (animação)
French Rost
Granny O'Grimm's Sleeping Beauty
The Lady and the Reaper
Logorama
A Matter of Loaf and the Death

Melhor Curta-Metragem
The Door
Istället för Abrakadabra
Kavi
Miracle Fish
The New Tenants

Melhor Curta-Metragem (documentário)

China's Unnatural Disaster: The Tears of Sichuan Province
The Last Campaign of Governor Booth Gardner
The Last Truck: Closing of a GM Plant
Music by Prudence
Rabbit à la Berlin

Melhor Documentário

VJs de Mianmar - Notícias de um País Fechado
The Cove
The Food, Inc.
Which Way Home
The Most Danger Man in America: Daniel Ellsberg and the Pentagon Papers


Agora é só aguardar!

sexta-feira, 12 de fevereiro de 2010

Sim, Manaus tem Rock

E, sim, temos bandas com repertório próprio. Isso vai ser mostrado no "O Rock Que o Brasil Não Viu", que conta a cena dos anos 90 pela ótica dos seus protagonistas. O documentário de uma hora e dez minutos vai ser exibido amanhã às 13h no Cinemais do Manaus Plaza Shopping em sessão única. Os ingressos vão custar dez reais.

O documentário tem direção de Caio de Biasi, Bosco Leão e Clovis Rodrigues. Estes últimos trabalham com música, como vocalistas; Bosco na Chá de Flores, e Clovis na Platinados.


Clovis e Bosco


Para exibir o documentário no Cinemais, os músicos apresentaram-no à adminstração da rede em Manaus. Segundo Bosco, a recepção da obra foi positiva. Então, os dois foram atrás de cumprir as condições legais. Assim, conseguiram o espaço.

O documentário surgiu da ideia, em concretização, de Bosco de escrever um livro sobre a cena rockeira baré. Como ele e Clovis têm experiência em audio-visual, resolveram entrevistar a galera e juntar as filmagens atuais com materiais de arquivo.

DE PORRAS-LOCAS A PAIS DE FAMÍLIA

Um ponto-chave mostrado no "Rock", adianta Clovis, é o festival "Fronteira Norte". Em 1998, ele reuniu bandas locais no Km 30 da AM-010 e acabou virando uma maneira de os rockeiros da cidade se conhecerem.

Outro "divisor de águas" foi o projeto Valores da Terra. Clovis explica que a partir daí as roqueiros "caíram na real". Dentre vários motivos, a falta de apoio amplo e/ou sério por parte dos órgãos públicos e das casas de show e o pouco profissionalismo dos músicos, - "eu era muito porra-loca, só queria saber de tocar, e não da parte burocrática da banda", afirma Clovis, - ocasionaram o fim de muitas bandas.

Roqueiros doidões nos anos 90 aparecem no documentário como pais de família, carecas, barrigudos, crentes. Por exemplo, o lendário Seta foi entrevistado. Para quem não sabe, hoje em dia ele deixou os dreads, as calças de militar e a maquiagem e trabalha como professor do departamento de filosofia da UFAM.

KAFKA ROCKS!

Os diretores pretendem até o final do ano lançar uma versão do "Rock" em DVD, com entrevistas que ficaram de fora. Afinal, eles têm doze horas de material. Além disso, Clovis afirmou que eles pensam em lançá-lo também em festivais.

Como projetos futuros, os dois pretendem adaptar o livro "O Homem com a Abertura na Testa", de Márcio Santanna. O mote da história é, digamos, kafkaniano: um homem acorda e vê que na sua testa apareceu uma vagina falante!

MAIS NO "SET" DA TV

Na próxima edição do SET, que vai ao ar no próximo dia 25, você vai poder conferir a recepção do documentário pelo público e uma entrevista com os diretores. Por fim, o trailer do documentário:



Texto e foto: César Nogueira

Crítica - PRECIOSA

Em determinado momento de Preciosa, admito que pensei o seguinte:

- Porra! É muita desgraça junto! Não é possível que alguém sofra tanto como essa menina!

Indicado a seis Oscar, entre eles o de melhor filme, Preciosa conta a difícil história da personagem-título: estuprada pelo pai, com qual já tem uma filha com síndrome de Down e a espera do segundo, Claireece Jones Precious é agredida verbal e fisicamente pela mãe, com quem divide um pequeno apartamento em Nova York. Para piorar a situação, ela ainda é humilhada pelos vizinhos pelo excesso de peso e mal sabe ler e escrever. Tudo isso aos catorze anos. A única forma de escapar desse inferno é através da imaginação fértil que Preciosa possui. É a partir da entrada dela em uma escola especial para adolescentes problemáticos que o panorama começa a mudar.

Longe de suavizar a história, o diretor Lee Daniels consegue mostrar as monstruosidades vividas pelas personagens da história de um forma crua, o que torna tudo ainda mais chocante. As motivações,os desejos (ou a falta deles), as vitórias e frustrações das duas protagonistas da trama são exploradas com grande complexidade pelo roteiro de Geoffrey Fletcher, baseado no livro "Push" de Sapphire.

Além disso, a fotografia do filme contrasta tons sufocantes para ilustrar a relação entre mãe e filha (reparem nas cenas passadas na casa das duas) com tons mais claros nos momentos em que a sorte parece mudar para Precious. Destaque também para a montagem ágil e o som do filme.

Falar de Preciosa é, acima de tudo, destacar o trabalho de Gabourey Sibide e Mo´Nique, as protagonistas do filme.

Gabourey Sibide

Estreando no cinema, Gabourey faz uma atuação que muitas atrizes veteranas cheias da grana esperam um dia fazer na vida: evitando fazer uma coitadinha que passa o tempo todo lamentando a dura e trágica vida que leva, Gabourey torna Precious uma pessoa com atitude, capaz de desafiar quem que seja, mas,também, solitária, sem muitos amigos e desanimada com o que o futuro parece lhe reservar. Chamam a atenção o olhar da menina que nos diz tudo sobre a personagem e a naturalidade da narração que conduz a história.

Já a favorita ao Oscar de atriz coadjuvante, Mo´Nique faz um dos personagens mais repugnantes produzidos pelo cinema americano nos últimos anos: completamente amargurada, o ódio que ela trasmite por tudo que acerca a torna incapz de um ter um diálogo minimamente educado com alguma pessoa. Com o passar do filme, vamos descobrindo o que provocou tudo aquilo e, ao mesmo tempo, que compreendemos a razão de todo aquele comportamento, é impossível não perceber uma pessoa ciumenta, possessiva e doentia, a ponto de permitir o ato imperdóavel revelado na parte final, em uma cena que é clássica desde o começo.

Mo´Nique

Se você for assistir Preciosa é melhor se preparar, pois é um filme difícil e que nos deixa com uma pergunta que, infelizmente, sabemos a resposta: quantas Claireece Jones Precious existem perto de nós e nada fazemos por elas?

NOTA:8,0

Por Caio Pimenta
Diretor-Geral do SET UFAM

quinta-feira, 11 de fevereiro de 2010

SET UFAM SOUNDTRACKS - SANGUE NEGRO

A trilha sonora do filme “Sangue Negro” é parte essencial da narrativa, ocupando longos períodos sem diálogos, o que poderia ser entediante sem a presença da música.Paul Thomas Anderson resolveu arriscar, ao procurar em uma nova fonte essa responsabilidade chamando Jonny Greenwood, o guitarrista da famosa banda de rock Radiohead, para compor a trilha. A escolha não foi em vão, Anderson, além de ser fã da banda, se convenceu de que Greenwood era a pessoa certa depois de ouvir uma peça que o músico escreveu sob encomenda para a BBC, intitulada “Popcorn Superheat Receiver”.

Anderson deu liberdade de criação, e Greenwood criou, com instrumentos sinfônicos, um clima sombrio e surpreendente. As músicas sustentam as imagens e os personagens da trama e dão a uma sensação pulsante de terror a quem a assiste. Greenwood compôs cada nota para um filme mudo, e assim faz da trilha uma parte realmente significante no conjunto do longa.
Johnny Greenwood

A gravação foi feita em um estúdio de som no lendário Abbey Road de Londres, e a cada sessão Anderson ficava mais certo do quanto tinha acertado na escolha do compositor. “Eu sabia que Jonny faria algo fabuloso. A princípio, podia-se pensar que estava completamente errado, mas depois de alguns dias começava a fazer sentido e foi realmente surpreendente. Acho que Jonny incorporou totalmente a idéia de contar a história através da música.", elogia o diretor.


faixa a faixa

Open Spaces (04:00)
A primeira faixa da trama tem um tom crescente que permanece durante toda a música, fazendo uma introdução ao tom melancolico e sombrio que permeia toda a trilha.
link: http://www.youtube.com/watch?v=jx42SWnERTs

Future Markets (02:44)
Com um ínicio agitado a faixa apresenta um tom dramático e aterrorizante.
link: http://www.youtube.com/watch?v=PSNGOpyWWOs

Prospectors Arrive (04:40)
O piano e o violino dão um tom refinado e saldosista à faixa, e o piano na segunda parte da música lembra Choppin.
link:http://www.youtube.com/watch?v=5Hp-4pkCfg0

Eat Him By His Own Light (03:36)
As cordas dão um tom dramático e pesado a faixa que explode num belíssimo diálogo entre o piano e o violino.
Preste atenção no solo de piano que finaliza a faixa.
link: http://www.youtube.com/watch?v=TCpA0rpVeYM

Henry Plainview (04:14)
Esta faixa apresenta um clima de tensão sufocante.
link:http://www.youtube.com/watch?v=g_GHIRxzYrs&feature=related

There Will Be Blood (02:08)
Com um início tenso, a obra apresenta um tom dramático que permanece até o final.
link:http://www.youtube.com/watch?v=7HjWIr80ln4&feature=related

Oil (03:04)
A música mais bonita da trilha, com um começo dramático, melancolico e sensível.
link:http://www.youtube.com/watch?v=SaZ0r_NQYMM&feature=related

Proven Lands (04:49)
A faixa que mais se difere das demais, porque nela sente-se mais a percursão. O início agitado confere ação e tensão à música.
link:http://www.youtube.com/watch?v=sqrZSYzg1GU&feature=related

HW/Hope Of New Fields (02:29)
Com um início marcante, a música é fluente e retoma o ar sombrio interrompido pela oitava faixa.
link:http://www.youtube.com/watch?v=kK_tamEaqKA

Stranded The Line (02:20)
Devido aos agudos do violino, a faixa é agonizante e desenrola-se lindamente, crescendo e se tornando sufocante. Outro agudo de violino e os tons graves e repetitivos se alternam, inundando os ouvidos.
link:http://www.youtube.com/watch?v=72PIik6E--w


Prospectors Quartet (02:56)

Esta faixa cresce e fica cada vez mais sufocante,um lamento que, com um belo diálogo de cordas dispertam sucessivamente desespero, paz e melancolia.

link:http://www.youtube.com/watch?v=o6cTYWoiLcc


Por Mônica Dias - apresentadora do quadro "SET UFAM SOUNDTRACKS"

SET UFAM DE BOLSO - EDIÇÃO III

video

Mais uma edição do SET UFAM DE BOLSO está no ar.
Você confere em um quadro feito especialmente para o blog as novidades do mundo do cinema.

Hoje tem Velozes e Furiosos 5, Encantada 2, Britanny Murphy, FestCineBelém e muito mais.

Divirta-se!

SET UFAM 2010 - NOVA TEMPORADA!

E lá vamos nós de novo!

Depois de duas temporadas já deveria ter me acostumado.
Mas dar início a nova etapa do SET UFAM gera uma ansiedade muito grande.
Afinal de contas, não há a menor graça em continuar com alguma coisa se você não procurar inovar, sempre fazendo mais do mesmo e, acima de tudo, sem gostar do que se está fazendo.

E por isso o SET UFAM é tão legal e divertido de ser feito: poder fazer coisas diferentes, conhecer novas pessoas, ter novos desafios é que tornam a produção desse programa tão prazeroso (pelo menos, para mim é assim).

A temporada 2010 vai trazer muitas novidades que durante o ano vão começar a aparecer no programa. O que posso adiantar é que o Soundtracks vai mudar completamente,com novidades para as bandas locais e que gastaremos algumas milhas áereas durante 2010. Em breve, vamos anunciar para vocês.


Agora, vamos as atrações da estréia da nova temporada do SET UFAM:

- Márcio Souza homenageia Joaquim Marinho no quadro "História do Cinema Amazonense";
- estreia da sitcom "Eldorado";
- matéria sobre o documentário Colosso do Norte, de Zeudi Souza
- tudo sobre o OSCAR 2010 em duas matérias especiais;
- James Cameron no quadro Biografia;
- Lista com os filmes que mudaram o rumo do cinema;
- Vida de Cinéfilo com Romahs, cartunista do A Crítica;
- Soundtracks - Sangue Negro.

ONDE: TV UFAM - CANAL 7 (NET ANALÓGICO) CANAL 27 (NET DIGITAL)


QUANDO: QUINTA-FEIRA (11/02) - 21:30 hrs
SEXTA-FEIRA (12/02) - 21:30 hrs
SÁBADO (13/02) - 13:30 hrs
DOMINGO (14/02) - 12:00 hrs e 21:30 hrs

Para acabar, confira alguns dos novos rostos do SET UFAM: Daniel Freire, Mônica Dias, Gabriel Machado. Além deles, estreiam no programa Tainá Lima, Thamires Clair e Beatriz Goés.




Esperamos que vocês se divirtam!


Caio Pimenta
Diretor-Geral do SET UFAM

terça-feira, 2 de fevereiro de 2010

SET UFAM DE BOLSO - EDIÇÃO II

video

Confira agora o "SET UFAM DE BOLSO - EDIÇÃO II".

Divirta-se!

segunda-feira, 1 de fevereiro de 2010

Framboesa de Ouro 2010

Saíram as indicações para o Framboesa de Ouro 2010!
Essa é uma premiação peculiar: em vez dos filmes consagrados, aqui o espaço é das grandes "bombas" do cinema de Hollywood!

O favorito desse ano é "Transformers: A Vingança dos Derrotados", indicado a 7 merecidas categorias.
Além disso, o Framboesa de Ouro desse ano vai indicar os piores atores e filme da última década.

Confira agora a lista dos indicados:

Pior filme de 2009
"Maluca paixão"
“G.I. Joe - A origem de Cobra”
“A terra perdida”
“Surpresa em dobro”
“Transformers: A vingança dos derrotados”

Pior ator de 2009

Todos os três irmãos Jonas, "Jonas Brothers: The 3-D Concert Experience"
Will Ferrell, “A terra perdida”
Steve Martin, "A pantera cor-de-rosa 2"
Eddie Murphy, “Minha filha é um sonho”
John Travolta, “Surpresa em dobro”

Pior atriz de 2009
Beyoncé, "Obsessiva"
Sandra Bullock, “Maluca paixão”
Myley Cyrus, "Hannah Montana: O filme"
Megan Fox, "Garota infernal" e “Transformers: A vingança dos derrotados”
Sarah Jessica Parker, "Cadê os Morgan?”

Pior casal em cena de 2009
Quaisquer dois (ou mais) irmãos Jonas, "The Jonas Brothers 3-D Concert Experience"
Sandra Bullock and Bradley Cooper, “Maluca paixão”
Will Ferrell e qualquer co-estrela ou criatura, “A terra perdida”
Shia Lebouf e tanto Megan Fox quanto qualquer Transformer, “Transformers: A vingança dos derrotados”
Kristin Stewart e tanto Robert Pattinson quanto Taylor Lautner, “Lua nova”

Pior atriz coadjuvante de 2009
Candice Bergen, "Noivas em guerra"
Ali Larter, "Obsessiva"
Sienna Miller, “G.I. Joe - A Origem de Cobra”
Kelly Preston,”Surpresa em dobro”
Julie White (as Mom), “Transformers: A vingança dos derrotados”

Pior ator coadjuvante de 2009
Billy Ray Cyrus, "Hannah Montana: O filme"
Hugh Hefner (como ele mesmo), "Miss março"
Robert Pattinson, “Lua nova”
Jorma Taccone (como Cha-Ka), “A terra perdida”
Marlon Wayans, “G.I. Joe - A Origem de Cobra”

Pior remake, cópia ou sequência
“G.I. Joe - A Origem de Cobra”
“A terra perdida”
"A pantera cor-de-rosa 2"
“Transformers: A vingança dos derrotados”
“Lua nova”

Pior diretor de 2009
Michael Bay, “Transformers: A vingança dos derrotados”
Walt Becker, “Surpresa em dobro”
Brad Silberling, “A terra perdida”
Stephen Sommers, “G.I. Joe - A Origem de Cobra”
Phil Traill, “Maluca paixão”

Pior roteiro de 2009
"Maluca paixão" roteiro de Kim Barker
“G.I. Joe - A Origem de Cobra”, roteiro de Stuart Beattie and David Elliot & Paul Lovett
“A terra perdida” roteiro de Chris Henchy & Dennis McNicholas,
" Transformers: A vingança dos derrotados ", escrito por Ehren Kruger & Roberto Orci & Alex Kurtzman, baseado nos brinquedos da Hasbro
"Lua nova" roteiro de Melissa Rosenberg


Pior filme da década
"A reconquista" (2000) – indicado a 10 Framboesas, ganhador de 8
"Fora de casa" (2001) – indicado a nove Framboesas, ganhador de cinco
" Contato de risco " (2003) -- indicado a 10 Framboesas, ganhador de sete
"Eu sei quem me matou" (2007) – indicado a nova Framboesas, ganhador de oito

"Destino insólito" (2002) – indicado a nove Framboesas, ganhador de cinco

Pior ator da década
Ben Affleck -- (indicado nove vezes, ganhador de duas Framboesas)
Eddie Murphy -- (indicado 12 vezes, ganhador de três Framboesas)
Mike Myers -- (indicado quatro vezes, ganhador de duas Framboesas)
Rob Schneider -- (indicado seis vezes, ganhador de uma Framboesa)
John Travolta -- (indicado seis vezes, ganhador de uma Framboesa)

Pior atriz da década
Mariah Carey - (A mais bem votada da década – 70% dos votos da categoria foram para ela por "Glitter" em 2001)
Paris Hilton (indicada cinco vezes, ganhadora de quatro Framboesas)
Lindsay Lohan -- (indicada cinco vezes, ganhadora de três Framboesas)
Jennifer Lopez -- (indicada nove vezes, ganhadora de duas Framboesas)
Madonna -- (indicada seis vezes, ganhadora de quatro Framboesas)

A premiação acontece no dia 6 de março, véspera do Oscar!

Crítica - INVICTUS

A partir de agora, sempre que possível, você verá aqui críticas sobre os lançamentos nos cinemas de Manaus.
Peço que nessas primeiras críticas vocês sejam legais e deem um crédito, afinal de contas, o aprimoramento dos textos veem com o tempo.
Mas, fiquem a vontade, para discordarem ou concordarem do que for escrito aqui. Ou mesmo, para não fazerem comentário nenhum.
Agora a crítica de Invictus, de Clint Eastwood:
Clint Eastwood consegue a cada filme mostrar o quanto se faz necessário para o cinema americano. Nos últimos anos, ele vem realizando obras marcantes: Sobre Meninos e Lobos, A Troca, Cartas de Iwo Jima, Gran Torino e o seu clássico, Menina de Ouro.

Em todos eles, percebe-se um diretor cada vez mais seguro, capaz de arrancar as melhores atuações de seus atores, abordar assuntos espinhosos com sensibilidade e inteligência, não se permitindo cair em sentimentalismo baratos ou em uma banal luta entre o bem e o mal,tão comuns ao cinema feito em Hollywood.

Invictus, novo filme de Eastwood, continua na mesma linha dos filmes citados acima. O longa mostra a luta de Nelson Mandela para unir negros e brancos na África do Sul após o fim do apartheid social naquele país. Para isso, Mandela aposta no rúgbi, esporte popular do país, como uma forma promover a aproximação entre as duas partes.

A escalação de Morgan Freeman para interpretar Mandela pode até ser bastante óbvia, mas é difícil imaginar outro ator para interpretar o líder africano. Um dos maiores e mais carismáticos atores hollywoodianos, Freeman usa toda sua experiência para compor o personagem: desde o tom de voz até pequenos gestos durante a comemoração de uma vitória do time de rúgbi, o astro de Um Sonho de Liberdade transmite a grandeza e inteligência que o papel requer.

Já Matt Damon pouco pode fazer, pois seu personagem, além de não ter tanto carisma, transmite muita insegurança para alguém que deve ser o líder de uma equipe vencedora, adotando discursos batidos para apoiar seus companheiros.


O ponto forte de Invictus está em momentos que poderiam ser considerados banais, mas que transmitem toda uma complexidade ao filme: a cena em que os atletas vão até a favela ensinar técnicas do rúgbi para garotos do local serve para mostrar o quanto o esporte pode melhorar a vida de um povo e unir “inimigos”; outra cena interessante é quando François Piennar (Damon) cumprimenta a secretária do presidente em um dialeto usado somente pela população branca da África do Sul, tudo isso na frente de Mandela. Mas nada se compara a relação entre os seguranças da guarda presidencial: formada por brancos e negros que um dia já foram inimigos, cada conversa é uma forma deles se “alfinetarem”, o olhar de ódio dos negros e de desprezo dos brancos é uma amostra de quanto rancor e mágoa aquelas pessoas guardam de todo o tempo de injustiça pela qual a África do Sul foi assolada.

Invictus é um filme simples, mas que consegue nos conduzir para dentro de sua história de tal forma que mal percebemos os 134 minutos de duração da fita.

Assim é o cinema de Clint Eastwood: discreto, envolvente, lúcido, inteligente.

Em uma época que Martin Scorsese, Steven Spielberg, Francis Ford Coppola e outros diretores da velha guarda do cinema americano parecem não estarem dispostos a ousar,entregando bons trabalhos nada memoráveis, Clint, a cada filme, produz obras interessantes, capazes de ficar em nossas cabeças por um bom tempo.

NOTA:9,0


Por Caio Pimenta
Diretor-Geral do SET UFAM